Igrejas: Destiny Church

Imagem

Quando se tem uma crença ou uma fé muito grande é impossível deixá-la de lado quando se viaja, e o que se deseja encontrar do outro lado do mundo é um cantinho que te faça se sentir em família, que te estimule a buscar mais a Deus e onde você possa ter comunhão com a igreja e outras pessoas.  Nas primeiras semanas que cheguei na Ilha Esmeralda eu fiz um post da primeira igreja que visitei, a Selah Church ( veja aqui) que eu gostei muito de conhecer e fui muito bem recebida. Mas depois de visitá-la uma amiga que estava frequentando a Destiny Church me convidou para ir em um culto e quando fui eu me apaixonei.

Imagem

Diferente da Selah Church essa é bem diversificada, apesar de ter brasileiros, o que é inevitável tendo em vista que estamos em Dublin, tem pessoas de várias nacionalidades: México, Suiça, Venezuela, Índia, Paquistão e muito mais. Os cultos são aos domingo pela manhã às 11am ou a noite às 6pm (é o mesmo culto nos dois horários, a pessoa escolhe qual quer ir) e as quartas feiras às 7:30pm, onde uma semana é culto de oração e a outra é estudo bíblico. Sempre antes do culto tem um momento do lanche onde é servido biscoitinhos com café/leite/chá e que serve para as pessoas conversarem, se conhecerem e terem comunhão e em seguida começa o culto. O Culto é bem parecido com o que estamos acostumados no Brasil: o culto é aberto com uma palavra mais rápida, logo após é a vez da equipe de louvor, em seguida o pastor faz a pregação e no final tem mais um louvor de encerramento.

Imagem

Quando saímos do nosso país e da cultura que estamos acostumados as vezes pode dar um choque quando nos defrontamos com outras culturas, ainda mais aqui em Dublin que é uma cidade tão cosmopolita, mas eu vejo que a igreja é um local muito bom para se conhecer pessoas, fazer novas e boas amizades e conhecer mais do mundo no geral. É claro que com o tempo vamos aprendendo as diferenças e como lidar com cada pessoa, afinal cada um vem tem uma cultura diferente da outra, mas no final somos todos seres humanos em busca dos mesmos objetivos. Mas uma coisa eu tenho observado muito aqui, nossa comunidade brasileira é muito grande aqui em Dublin e apesar de muitos não quererem se “misturar” com outros brasileiros são eles quem ajudam um aos outros quando precisam e te fazem se sentir em casa, porque essa é uma característica muito do brasileiro de acolher e receber. Todos as pessoas que conheci e tenho conhecido lá são muito especiais e me trataram muito bem, mas a maioria não são de chegar e conversar com as pessoas do nada, são mais reservadas a princípio, já o brasileiro não, quando vê outro brasileiro sozinho e/ou perdido já chega para se apresentar e te acolher e por isso essa receptividade do brasileiro é mundialmente conhecido e apreciado.

Imagem

Algumas sextas-feira tem um evento chamado “Friday Feelings” que é uma noite de comunhão e alegria onde tem jogos como ping-pong, sinuca, Karaoke e outros, lanchinhos e muita diversão e comunhão. Acho muito legal essa iniciativa, porque é mais um meio de integrar as pessoas e fazer da igreja realmente uma família, ainda mais para tantas pessoas que estão longe do seu país, familiares e amigos e essa sensação de lar nos dar mais forças para continuar em frente.

É isso aí,

Que Deus continue abençoando cada um de nós.

Beijos

Nathy

About Nathy

Turismóloga pela UFF, Mestre em Turismo pela Universidade de Évora, Portugal. Coach Intercultural. Mora fora do Brasil desde 2014, já tendo morado na Irlanda e atualmente em Portugal. Visitou 20 países. Ama viajar e trocar experiências de viagem. Conhecer o mundo e novas culturas é o que a motiva. Descobriu que melhor do que isso tudo é compartilhar essas aventuras pelo Mundo com amigos queridos.

View all posts by Nathy →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *