fbpx

Categoria Europa

Transporte na Irlanda: Dublin Bus

O transporte público é algo que nos preocupa muito ao fazer uma viagem, pois muitas vezes os passeios e trajetos perto ou longe são feitos por esse meio mais econômico e prático e por isso se espera boas notícias em relação ao transporte público da cidade que se visita. No Brasil  não preciso nem falar muito:  altos preços, péssima qualidade, pouco confortáveis, muitos trafegam em péssimas condições. Aqui em Dublin a situação é bem diferente, e nesse pequeno vídeo amador da para ter uma pequena ideia do que é o transporte público de Dublin.

Espero que tenham curtido!

Beijos

Nathy

Próximo Destino: Bray e Greystones

Sempre que caminho por Dublin e vejo toda a sua beleza natural, arquitetônica, as pessoas na rua, as lojas e o dia a dia acontecendo me da uma felicidade sem igual. É realmente um sonho estar nesse lugar! E a beleza maior não fica depositada só em Dublin, pois tem diversas cidades do interior e dos chamados subúrbios, que nada tem a ver com o significado negativo de subúrbio do Brasil, são apenas locais afastados do centro da cidade, que são lindos e tem uma vista realmente espetacular.

Conheci mais duas cidades ao sul de Dublin: Bray e Greytones. Essas cidades fazem parte do condado de Wicklow e são cidades costeiras. Bray é a porta de entrada para Wicklow e é a cidade costeira mais antiga da Irlanda. Bray é um movimentado centro urbano, com cerca de 32 mil habitantes e por isso é a 9ª maior área urbana da Irlanda de acordo com o censo de 2011. A cidade está situada a cerca de 20 km de Dublin, mas tem fácil acesso de ônibus ou Dart. Lá também está situado o único estúdio de cinema da irlanda, o Ardmore Studios.

Nossa caminhada começou em Bray onde tivemos a primeira vista incrível, um mar lindo à nossa frente com uma grande quantidade de pedras e areia, cerca de 1,6 km, um grande calçadão para as pessoas caminharem ou correrem e uma pracinha bem agradável com muitas opções de restaurantes, sorveterias e lanchonetes, hotéis e pousadas e parquinhos para as crianças brincarem. Em Janeiro de 2010 Bray foi nomeada como a cidade mais limpa da Irlanda, competindo com outras 59 cidades.

Fizemos uma trilha chamada Cliff walk de cerca de 7 km de Bray até Greystones, que segue a linha ferroviária. Foram no total 14 km ida e volta e mais a subida para a cruz de Bray no topo do cume. A distância valeu a pena a cada segundo, foram mais de 5 horas de caminhada no total, mas fomos recompensados com uma vista de tirar o fôlego e um cenário digno da bela  ilha esmeralda.

Greystone fica também ao sul de Dublin cerca de 27 km, logo depois de Bray e também tem acesso direto por ônibus ou Dart ou fazendo a trilha de Bray. Tem a segunda maior população do condado, ficando apenas atrás de Bray. A cidade é o lar dos esportes, tendo vários clubes de baseball, criket, futebol, jogos gaélicos, dois grandes campos de golf entre outros. E a cidade também é o berço de grandes celebridades do país como cineastas, apresentadores de tv, esportistas e mais.

São cidades lindas, com cenários lindos e que vale muito a pena conhecer. Há quem diga que é muito esforço, mas garanto que com a vista e a emoção que se tem no caminho o cansaço e a dor nos pés será apenas um detalhe.

Beijos

Nathy

1 mês de Irlanda

hoje, dia 17 de Junho completa 1 mês que cheguei à Ilha esmeralda. Toda manhã quando eu acordo e ando pelas ruas de Dublin ainda me parece um sonho. É um sentimento muito estranho, pois apesar de ser pouco tempo já vivi tanta coisa que parece que estou aqui há anos. Dublin já me ensinou tanta coisa e mesmo assim ainda tenho muito o que aprender, a viver, a conhecer, a sentir.

Imagem

Dublin me ensinou que no verão aqui o dia vai até as 22:30; que o clima não é uma boa referência de que roupa colocar, você tem sair preparado para todas as possíveis mudanças, pois o clima muda umas 99x durante o dia; que as lojas fecham as 17:00 e se um lugar tem horário de encerrar expediente ele te expulsa (educadamente) se você ainda estiver lá; que se você não olhar para os dois lados corre um sério risco de ser atropelado, porque a mão é inglesa; que o Tesco é um bom mercado e tem coisas baratas, mas que pesquisar em outros mercados e mercearias pode te sair mais barato em alguns itens; que tem mais brasileiro por metro quadrado que no Rio de Janeiro se bobear; que aqui se anda tanto que você faz coleção de calos e bolhas; que se na área do temple bar você ver alguma mulher sem salto, com calça e casaco é turista com certeza; que tem tanta igreja quanto pub; que os irlandeses são simpáticos e amáveis com os turistas; que aqui tem muitas qualidades, mas não é perfeito, afinal ser humano é ser humano em qualquer parte do mundo; que quando o sol aparece todo mundo sai de casa e vai para os parques e dizem, felizes,para aproveitar o sol;  que pessoas loiras de olhos azuis são tão comuns como fish and chips a cada esquina; que aqui também tem mendigos e que se vestem bem, tem bicho de estimação e são loiros de olhos azuis; que a cada passo que der, cada rua que entrar, cada lugar que visitar trás uma enorme alegria e satisfação de estar aqui.

10394542_634351443319184_5871819959082773613_n

Esses são alguns exemplos do que observei nesses 30 dias de Dublin. A cultura daqui é maravilhosa, tem muito verde, muitos parques, muitos museus, igrejas, prédios históricos, muitos hotéis até mesmo por ser uma cidade turística. Tem muitas cidadezinhas ao redor que vale a pena conhecer e que trazem histórias e arquiteturas incríveis. Os meios de transportes funcionam e tem qualidade, mas a maioria dos lugares centrais se consegue chegar a pé. Em Dublin tem muitos centros de informação turística, o que é muito importante para o estrangeiro que visita o país, só na O’connel, que é a rua principal, tem uns 5.

2014-06-02 12.06.37

Mas o maior ensinamento mesmo é que aqui cada dia é um novo dia, com novos desafios, novas aventuras, novos aprendizados e um crescimento contínuo e acelerado que não seria capaz de alcançá-lo se continuasse no mesmo ritmo de vida do passado. Morar fora te faz ser mais independente, mais maduro, ver a vida de um novo ângulo e uma nova maneira. Aqui é você com você mesmo e apesar de ser um intercâmbio de culturas e ensinamentos e de contato com pessoas de todo canto do Brasil e do mundo você aprende que na verdade você é a sua melhor companhia.

2014-06-14 16.26.59

Amei o meu primeiro mês e sei que muitas outras coisas boas virão, agradeço a cada um que visita meu blog e me acompanha,  e continuem ligados que em breve teremos mais novidades.

beijos carinhosos,

Nathy

Saiba como Morar no Exterior recebendo um e-book grátis e mais dicas e informações!Acesse Aqui
+